20080402

Aproveitar o momento...


Conta a história que estava um pescador descansado no cais, junto ao seu pequeno barco, quando um homem de negócios se aproxima e diz:
- Vejo que descansa de um dia de pesca. Costuma ficar muito tempo em alto mar?
- Não, permaneço pouco tempo - respondeu o pescador.
- Poderia aproveitar o seu tempo e investir mais, como eu! Poderia comprar
um barco maior e passar mais tempo no mar. Com a venda do peixe produzida pelo novo barco, poderia comprar vários outros. No fim, teria uma frota de barcos de pesca. Em vez de vender o peixe a um intermediário, venderia directamente a uma indústria processadora e, no fim, poderia ter a sua própria indústria.
- Mas quanto tempo levaria a chegar a isso? - questionou o pescador
- Entre quinze a vinte anos. - respondeu o homem de negócios
- E depois? - quis saber o pescador
- Depois poderia continuar a investir e a fazer milhões e milhões de dinheiro
- E que faria depois com tanto dinheiro?
- Poderia então descansar e aproveitar esta bela paisagem... - disse o homem de negócios
- Mas não é isso que eu estou a fazer agora?!

Passamos tanto tempo a querer ter dinheiro e a trabalhar que nem uns mouros e não aproveitamos o momento, só aproveitamos quando tivermos cansados demais... velhos demais... fracos demais!
Se calhar com demasiada fraqueza que nem chegamos a aproveitar nada!
Por isso, mais vale disfrutar do momento agora, viver o que há para viver agora, e não deixar para mais tarde, pois nessa altura ninguém nos garante que conseguiremos aproveitar da mesma maneira...

4 comentários:

Miguel Almeida disse...

Andaste a ler o texto que escrevi!!!:P Pelo menos serviu pa teres esta ideia de escrever este post. Eu ja tinha ouvido ou lido em algum lado esta pequena história, que tem essa particular finalidade. Somos tão mouros, tão mouros que passamos mais tempo com a cabeça virada pa dentro, do que, ver, escutar e olhar para tudo o resto, tão mais importante que nós mesmos.

Pedro Link disse...

Olá
Concordo contigo, o ser materialista acaba por nos tornar mais individualistas, e acabamos por não ter tempo para nós e para os nossos, dificilmente se conquista seja quem for.
Temos, efectivamente, de dar mais importância ao Ser do que ao Ter. Ate porque só com o ter pouco valemos, acaba por se esgotar.
Beijinhos

susy claro disse...

Concordo plenamente! Pensei nisso há bem pouco tempo, quando me contaram que um vizinho faleceu com cancro pouco depois de ser reformado... quando achava que ia poder aproveitar alguma coisa da vida... Um dia vivido é um dia ganho!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,