20061119

Vive as tuas interrogações...


“Quero pedir-te, com quanta força tenho, que sejas paciente com tudo o que dentro do teu coração não foi ainda resolvido e que te forces a gostar das tuas próprias interrogações, como se de quartos fechados se tratasse ou de livros escritos numa língua muito estranha. Não procures as respostas que não te podem ser dadas porque não serás capaz de vivê-las. E o que importa é viver tudo. Vive agora as tuas interrogações. Talvez possas depois, gradualmente, sem nisso reparares, viver até ao dia longínquo em que entres na resposta.”


Palavras de Rainer Maria Rilke...