20061219

Pequeninas e invisíveis forças...


“Já não quero saber das grandes coisas e dos grandes planos, das grandes instituições e do grande êxito. Prefiro essas pequeninas, invisíveis forças do amor humano que actuam de pessoa para pessoa, que rompem pelas fendas do mundo como finíssimas raízes ou minúsculas gotas de água que, se lhe derem tempo, farão em pedaços os mais pesados monumentos do orgulho.”

Palavras de William James...