20060927

Numa banca de jornal...


“Dois amigos foram à banca de jornal. Um deles cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas como retorno recebeu um tratamento rude e grosseiro. Pegando o jornal que foi atirado em sua direcção, ele sorriu atenciosamente e desejou ao jornaleiro um bom fim de semana. Quando os dois amigos desciam pela rua, o outro perguntou:
- O jornaleiro costuma tratar-te sempre assim tão mal?
- Sim, infelizmente é sempre assim.
- E és sempre tão atencioso e amável com ele?
- Sim, sou.
- Se fosse eu já tinha ido a outro sítio! Porque ainda compras o jornal ali?
- Porque não quero que ele, ou qualquer outra pessoa, decida como eu devo agir.”

A primeira vez que ouvi esta parábola foi num retiro… Nunca mais a esqueci!
São tantas as vezes que mudamos o nosso comportamento por causa de atitudes de outras pessoas que nos rodeiam... Quantas vezes não bebemos café no mesmo sítio porque o empregado é antipático? Quantas vezes gritamos com alguém só porque também está a gritar connosco?...
Assim estamos a ser como eles e não a lutar contra eles!
E pensando bem, se nós mudarmos o nosso comportamento com a atitude dos outros podemos fazer um efeito diferente nas pessoas… quem sabe o jornaleiro com o passar do tempo não aprenda a ser mais atencioso?...